foto da matéria
13/04/2022 O Liberal - conteúdo patrocinado.

Saiba as diferenças entre as duas propostas e o que é melhor quando o assunto é prevenção e proteção da sua casa

 

Na hora de escolher a melhor solução para proteger o seu patrimônio e o bem-estar de moradores e funcionários, os proprietários de imóveis costumam ter dúvidas sobre as especificidades dos serviços de segurança e qual opção é mais indicada. Isso porque o risco associado à criminalidade pode variar em cada local e a necessidade de contar com essa proteção se tornar mais importante.

 

Estes serviços são comumente divididos em dois tipos: vigilância (ou segurança armada) e segurança eletrônica. Conheça a seguir as diferenças:

 

Serviço de vigilância

 

Pode contar com a vigilância desarmada ou armada. No último caso, deve seguir algumas diretrizes legais, pois envolve vigilantes portando armas de fogo. Esses profissionais devem possuir licenças para porte de armas e treinamentos para lidar com todo tipo de situação sem colocar em risco a integridade física das pessoas ao redor.

 

A segurança armada é geralmente recomendada para proteger ativos de alto valor que têm maior potencial de atrair a atenção de criminosos. Além da arma, os vigilantes geralmente usam coletes à prova de balas e um uniforme para permitir sua identificação. Neste tipo de solução de segurança, a capacitação dos vigilantes e o profissionalismo da empresa responsável devem ser extremamente altos. Caso contrário, a proteção do imóvel e das pessoas poderá ficar comprometida.

 

Outras desvantagens associadas a essa opção de segurança são o risco de uma troca de tiros durante uma ocorrência, que pode colocar em perigo todos os que estão próximos ao local, assim como o risco do roubo de armas, que também é um problema frequentemente enfrentado por vigilantes armados.

 

Segurança eletrônica

 

A segurança eletrônica prevê o uso da tecnologia para evitar furtos e invasões, por meio de sistemas de monitoramento que funcionam 24h por dia e são ligados a centrais de monitoramento. Nesse caso, as atividades suspeitas e ocorrências são registradas por equipes de prontidão e imediatamente reportadas para as autoridades.

 

As principais vantagens dessa opção são o alto nível de controle de acesso ao seu imóvel, através de biometria, portaria eletrônica, sistemas de alarme, cerca elétrica, entre outros dispositivos, e o acompanhamento contínuo e remoto em tempo real que o proprietário pode ter, por meio de aplicativos e o contato com a central de monitoramento.

 

Com o auxílio de um circuito fechado de TV (CFTV) os ambientes internos e externos podem ser vigiados, possibilitando maior controle sobre a rotina da casa.

 

Estas características fazem da segurança eletrônica a opção mais viável e que oferece menos riscos à integridade de moradores e transeuntes durante uma tentativa de invasão ou outro tipo de sinistro, por não envolver armas de fogo.

 

A Máxima Segurança, empresa que atua no mercado de monitoramento de bens móveis e imóveis, oferece serviços e produtos inteligentes de segurança eletrônica que garantem ao usuário um alto controle sobre o seu patrimônio. Unindo a tecnologia com a expertise de profissionais capacitados, estes serviços que podem ser contratados isoladamente ou em conjunto.

 

Acesse o site da Máxima Segurança e conheça as alternativas para proteger seu imóvel.